Expurgo

Publicado: fevereiro 8, 2017 em Contos

Quando definitivamente ela decidiu parar de roer unhas, começou o Purge no Espírito Santo. 2016 estava grudado em suas costas e trazia sempre más notícias. Ela tentou usar sabonete líquido, mas o ano estava decidido a ficar, não passaria a bola da vez. Trouxe caos, fome, agonia e ódio generalizado. Quando aquele ano finalmente decidiu que já estava na hora de ir embora, alguém usou dessa tal tecnologia de ponta e clonou sua maior tensão. Sim, ela voltou a roer unhas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s