Baby, now

Publicado: agosto 17, 2015 em Contos

Era pequeno como riacho perante mar, grão perante infinitude, dor em meio ao caos. Conseguia desviar de feridas, mas toda vez que ouvia uma canção em canal de Internet, seu corpo todo paralisava e ele ficava ali, horas entre som e ruído,  querendo se ver livre da sensação, mas inerte.

Stay with me, todas as músicas diziam.

GoMediaArsenal_WireframeSoundwaves_01

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s