A existência de Clara Anberg

Publicado: setembro 29, 2013 em Contos
Tags:, ,

De todas as coisas que aprendi na vida, a única que não entendi foi o silêncio. Invenção. Criado assim como a potência e a ferradura. Silêncio, pausa com mais cor que já ouvi na vida. E quando alguém me grita no mudo penso que isso faz parte do ser humano, mas não consigo compreender as ondas que chegam até aqui. Todo o magnetismo de ir e vir se embrulha aos fios vermelhos de minha cabeça e fico assim, com as mãos encharcadas de pedaços de frases dessa gente que me banha em nitrogênio líquido. Não sei o que fazer com o passado delas nem como embrulhar para presente o que não teremos no futuro. Às vezes levanto a mão para um aceno porque boas almas sempre cumprimentam estranhos. Mas o que fazer quando todos estão mortos?

Clara Anberg,
nascida em agosto de 1990, Berlim
falecida em dezembro de 2011, Belize
espírito encontrado por cientistas russos em meados de 2013.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s