A base do sistema tonal

Publicado: março 5, 2013 em Contos

Ele encheu um pote de vida rara. Transparente. Que dava pra ver os pelinhos levantando quando a água batia e mostrava emoções.

Ficou olhando pro pote como se fosse animal de estimação. O encantamento entre observação e beleza. Pediram pra ele tomar conta que o dono voltava logo já.

Ele era o moço que enchia potes e cuidava de coisas porque os outros pediam. Mas tinha no peito aquela curiosidade de quem vem da parte de trás da casa.

Abriu a tampa pra espiar pelo canto do olho. Coração batendo em dó no meio de pausa e som. Quando deu por si havia amadurecido. E a partir de então aprendeu a mentir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s