Por Bora

Publicado: abril 8, 2011 em Contos

Me leva embora para a batucada de ioiô e iaiá.

Me leva embora para o dia inverso quando o pé vira de um lado para o outro.

Me leva embora para eu pendurar a saia.

Me leva embora para piscar quando cruzar as estrelas comigo.

Me leva embora para eu passar a mão na janela de algum veículo em movimento.

Há quem entenda a outra gente.

Há quem cante pelo dia e pela noite.

Me leva embora para catar vento.

Me leva embora para correr assim como vou.

Me leva embora para que minha cabeça passe só e somente só por lugares que vou chamar.

Há quem entenda a outra gente.

Há quem assopre madrugada e nascer do sol.

Me leva embora para eu ver a barca soltar bolhas gigantes.

Me leva embora e me chama.

Em Bora. Sem nunca mais parar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s