O caminho dela

Publicado: março 23, 2011 em Contos

Ela decidiu ir embora. Pegou todas as coisas e deu para aqueles que tocavam alguma coisa. Só os músicos tinham bom coração, foi o que descobriu no meio do caminho. Só eles olhavam nos olhos e diziam Não precisa ir tão depressa.

Os cineastas agradeciam e diziam Ai que bom, menos um no caminho.

Os estudantes de arte anotavam possibilidades de ganhar bolsas caso ela deixasse seus rascunhos de pensamento.

Os poetas estavam ocupados demais chorando suas amarguras confusas de palavras que não são escritas após uma noite sem sonho.

Ela abraçou os músicos. Eles disseram “Boa viagem. Quando se sentir sozinha e perdida, ouça isso. Encontre o caminho de volta quando as letras te esgotarem.”

Foram as melodias deles que ela ouviu pela estrada. E foram melodias as únicas coisas que realmente levou. Junto com ossinhos extintos de gatos selvagens.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s