Abaixo de Cardano-Tartaglia e Ferrari

Publicado: fevereiro 9, 2011 em Contos

Pra onde vai o homem sem pés? Pra grama amarelada de tons fotográficos. Pra onde vai o homem de barba cheia? Pro lado do vinil com agulha suja de poeira. Pra onde vai o homem de pintas diversas? Pro meio dos sons de meia madrugada. Pra onde vai o homem de articulações coloridas em algas marinhas? Pro escuro detrás da geladeira.

Pra onde vai a menina de lápis reciclado? Pra trás do barulho da fanta uva. Pra frente do mato que pinica. Pra esquerda do cartão postal. Pra direita do cheiro de pão.  Pra dentro da concavidade convexa. Pois ela, e é ela e só ela que tem aqueles pontos de inflexão. E são só 4x em evidência o que fica por ele: y=4.x.(x²-1)=0

Já os grandes homens de cavernas sabem que nulo é uma equação cúbica completa.

Anúncios
comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s