Entre cinza-chumbo e parede chamuscada

Publicado: outubro 15, 2010 em Contos

Quando eu encontrei com ele em uma terça-feira de nuvens cinza-chumbo ele havia perdido o saber. Começou com um leve esquecer e o não responder de perguntas.

– Você acredita que toda essa estrutura política pode nos levar a um desenvolvimento…? Ei, você tá me ouvindo?

Ele tinha dois olhos marrons escuros que não mais respondiam. Ficavam assim parados, como brisa sobre todas as peculiaridades da existência humana.

– Perdi o saber, ele me disse.

– Como perdeu? eu perguntei.

– Foi assim, como uma parede chamuscada, ele tentou explicar.

– Todo o saber? eu indaguei.

– Tá indo tudo, ele disse cabisbaixo.

Fiquei um tempo tentando entender como é o mecanismo da perda.

– Acho que nunca nos entendemos, só concordamos fala, eu disse.

– Mas eu quero resposta, ele disse.

– Você quer resposta de quê? eu indaguei.

– O que eu disse?, ele me encarou com aqueles dois olhos brilhantes que não tinham nada mais certo em seu interior.

– Nenhuma palavra é fruto de entendimento, então fingimos que as palavras são olhos.

Ele balançou a cabeça.

– Eu também sei o caminho para casa, você quer ir? perguntei.

Ele deu de ombros. Caminhei com o homem sem saber pelo quarteirão, durante 10 minutos. O silêncio foi unindo a perda dele com meus pensamentos confusos. Quando o deixei em casa ele me deu um sorriso largo, desses de dono de padaria.

– Oi, eu… E você?

Dei dois passos para trás e acenei. Ele esqueceu o resto bem ali, no meio de nuvens cinza-chumbo. Um homem sem saber. Era triste e airoso.

Anúncios
comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s