O motoboy sem capacete

Publicado: fevereiro 19, 2008 em Contos
João Marcelo era um jornalista de bairro. Havia feito Ciências Agrárias, mas tinha um conhecido que conhecia o editor-chefe. Nas horas de trabalho, mastigava formigas. Não as engolia, só gostava de ter a sensação na língua. Ele era alérgico a pimentas, mas fanático por ardências.

Aconteceu rápido demais em uma tarde de domingo. Dia nublado, mas abafado. Estava cobrindo uma matéria sobre poluição urbana. Ele degustava seus aperitivos quando um motoboy sem capacete fingiu jogar a moto em cima dele. João Marcelo se engasgou e teve convulsões esporádicas. As formigas desceram garganta abaixo, alinhadas como em penitência. Foi capa do periódico local. Enquanto a agonia do sufocamento percorria seu corpo, ele só se lembrava do atraso do IPVA. Ele sempre fora correto quando vivo, mas desleixado morto? Quem ficaria com seu carro? Quem mudaria a posição do banco? O novo dono deixaria o cão da rua urinar em seus pneus?

Foi salvo por uma ex-garota de programa evangélica que passava no local. Ela enfiou o salto fino na garganta, de forma certeira a fazê-lo respirar. O jornal informou que as formigas ainda chegaram ao hospital vivas.

João Marcelo recuperou-se rápido. Agora ele senta, antes de começar o trabalho, no degrau da escada do jornal e coloca rapé nas narinas para espirrar. Recebeu durante 3 meses um abono de 2% pela popularidade momentânea.

Anúncios
comentários
  1. oi garotapoxa muito gostei muito!vc escreve muito bem!um abraço!

  2. adorei a sua crônica surreal……vc escreve muito bem…..[]s L.Sakssida

  3. Caracas. Muito bom, tanto o blog em um designer muito legal, quanto ao texto muito bem bolado e escrito. Parabéns. Posso te linkar?Até

  4. OK. Nem vou tentar falar sobre Prison Break, pq vi mesmo que sua opinião é diferente da minha.Estou “linkando” esse blog.Até +

  5. Maria disse:

    Demais essa crônica! Ótima idéia escrever sobre o improvável como se fosse a mais comum das notícias, lembro-me de alguém famoso falando algo assim… ai, estou esquecida agora!beijos

  6. Iza disse:

    Hilário!!!Simplesmente formidável.

  7. Divinas Damas disse:

    Olá! Dica de boa leituraPolítica com seriedade? Confira!Blog: MOSAICO DE LAMA: http://www.mosaicodelama.blogspot.comComu: POLÍTICA NÃO É LIXEIRAhttp://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=30542704Caso não goste, delete…

  8. Euzer Lopes disse:

    Fica a pergunta: ser� que com dois por cento de aumento durante os tr�s meses, ele conseguiu comprar rap� suficiente e ainda pagar o IPVA?

  9. Emmanuel disse:

    Belo blog!Primeira vez que eu visitoMeu avô cheirava rapé, conhecido aqui como queimado. Queimado é o rapé, não meu avô =D

  10. Rodrigo disse:

    Olá. São 04:56hs da manhã. Acabei de acordar de um sonho, no qual um homem era hospitalizado por ter formigas em sua garganta. Sou estudante de Psicologia, adepto da psicologia junguiana, e dou um valor imenso aos sonhos. Acabei de escrever meu sonho, como sempre faço, vim pra net ver se encontrava algum material sobre formigas na garganta, pra ver se poderia relacionar, e o google me direcionou para o seu blog, onde vi este conto, e aproveitei para conferir o resto da página. Muito bacana, por sinal. Gostaria de conversar sobre este seu conto. Se puder, entre em contato: teixeirapsi@hotmail.comAbraços,Rodrigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s